Imaginar

Andava há uns dias atrás num raide fotográfico quando me deparei com esta frase, que me suscitou a curiosidade. Andei pela Internet à procura, não fosse ela já ter sido publicada no passado e remeter para um poema ou uma canção conhecida. De facto, não tinha sido. A frase em si remete certamente para a ideia de haver relações perfeitamente estruturadas com outra pessoa mas no sentido oposto ao que nós chamamos de amizade. Diz-se que não é fácil manter amigos, mas ter alguém a quem possamos chamar com propriedade de inimigo não estará abaixo em matéria de dificuldade. Implica haver uma situação ou um conjunto de situações que motivam criar um atrito e uma antipatia tal que façam tudo descarrilar para o campo do conflito. Eu, pessoalmente, não serei o maior especialista em criar amizades, mas reconheço uma incompetência ainda maior em estabelecer inimizades, a não ser que haja algum meliante desta vida a querer fazer-me a folha, sem eu saber. Voltando à frase, trata-se então de virar a moeda ao contrário e lançar o cenário hipotético de esse mesmo inimigo, como que por magia, se tornar o nosso melhor amigo. Para quem tenha inimigos daqueles à séria e como deve ser, é tudo uma questão de conceber mentalmente o cenário. Isso ou evocar a política externa dos Estados Unidos que, ao longo da história, se foi sempre baseando em fazer dos inimigos do passado os amigos do presente e vice-versa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s