Reciclar

Por alturas de festejos carnavalescos um pouco por todo o país – uma festa pela qual não tenho particular simpatia -, surge o inevitável convite à encarnação de outras personagens e o comum cidadão sai da sua vida rotineira de trabalho, família e outras obrigações para de repente encarnar outra coisa qualquer, o que acaba por redundar por vezes em espetáculos pouco decorosos, como aqueles cavalheiros vestidos de mulher em Torres Vedras. Pegando nesta metáfora carnavalesca e do convite para se ser outra qualquer coisa durante um ou vários dias, é sempre bom recordar um velho stencil que se vê aqui e ali em Lisboa, no qual o transeunte é convidado a reciclar-se. Algo que passará certamente por uma mudança mais profunda do que a brincadeira destes dias e um convite a pensar no que de mau há nas nossas vidas e reverter tudo isso em algo positivo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s