A pobreza

Por entre os apelos contra o poder do dinheiro, seja nas nossas pequenas vidas ou nos dramas que assolam o nosso grande mundo, lá vão grassando vozes de ira e indignação contra a inversão de valores e contra o papel que o dinheiro devia ter: o de ser um instrumento nosso para chegarmos a algum lado e não exatamente o contrário. Esta frase, escrita num tom algures entre o desabafo e o paternalismo, inverte os conceitos de pobreza, que normalmente associamos a quantidades baixas de dinheiro e que aqui aparece como sendo um defeito de quem soma mais zeros na conta bancária.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s