O jardim

null

Para além de tecnicamente muito bem executada, uma pintura que consegue aliar à beleza à mais fina ironia. Uma criança colhendo flores numa zona que deveria ser o mais próximo possível da ideia que temos de natureza, mas com uma proximidade de radioatividade que se mistura até com uma simples flor. Mais do que qualquer outro slogan do género “Nuclear, não obrigado!”, uma interessante forma de nos fazer pensar em alternativas para ir buscar a energia de que precisamos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s